Mirtilos a 4€/ kg comprava?



Não, não é problema nosso.
Não produzimos mirtilos e quanto mais baratos os conseguíssemos comprar mais felizes devíamos ficar.
E então, porque não?
Sendo produtores, sabendo muito bem o que custa produzir, o que custa encontrar pessoas para trabalhar, podemos ter uma noção muito aproximada do que custa a apanha do mirtilo.
Estas bolinhas pretas dão muito trabalho.

Saber que há quem esteja a vender mirtilo a 4€/kg, não nos faz mais felizes, pelo contrário, faz-nos repensar muita coisa.
É muito provável que este valor torne o negócio insustentável. É cada vez mais difícil arranjar pessoas para estes trabalhos sazonais. Mesmo pagando muito bem não há quem.
Mas "pagando muito bem" passamos rapidamente para um enorme prejuízo.
Então a solução, que acontece muito no sul de Espanha como todos sabemos, é contratar imigrantes com condições de trabalho muito diferentes das nossas.

Mas quando vamos às compras e encontramos mirtilo a 8€/kg (valor mínimo que devia ser pago ao produtor) ficamos todos contentes... não interessa se o produtor consegue ter um negócio sustentável, se quem trabalha na apanha tem as condições de trabalho mínimas.
Este modo de estar de "com o mal dos outros posso eu bem" é curioso.

Quando pensamos em criar um "negócio" todos o queremos "rentável".
Apesar de termos chegado a um ponto que é quase proibido dizê-lo, a verdade é que não há quem queira investir e trabalhar para aquecer.
Mas quando olhamos para os "negócios" dos outros nada disto é importante.

Nós não compramos mirtilos abaixo dos 8€!
Sim, temos consciência de que não vamos poder concorrer com outros ...  mas vamos poder oferecer alguma rentabilidade a quem dá o litro para termos mirtilos deliciosos.

Sem comentários

Enviar um comentário

© A vida de uma alface
Design:Maira Gall.