Com ou sem elástico... com ou sem plástico...



Como usar um elástico ou não usar pode fazer toda a diferença. 
Na guerra contra o plástico, deixámos de usar elásticos para atar os nossos molhos para passar a usar ráfia. Estamos orgulhosos! mas não fazem nem ideia do trabalho aumentado que esta decisão provocou!! será que esta escolha ajuda a compreender um pequeno aumento em cada molho?
E é quase sempre assim, cada vez que queremos fazer melhor o custo aumenta.

FELIZMENTE e finalmente estamos a despertar para esta invasão silenciosa do plástico nas nossas vidas. É incrível como há assuntos tão importantes e sérios que nos passam ao lado se não houver quem nos lembre. 
Mas ver-mo-nos livres do plástico é MUITO mais difícil do que parece !!!
Como se lembrarão uma das nossas intenções para 2018 é acabar com o plástico nos cabazes.
Tanto queríamos que, depois de comprar novos sacos desta vez supostamente biodegradáveis feitos de desperdícios de cana de açúcar, achámos que já não tínhamos plástico nos cabazes. nada mais errado.
- Começámos por descobrir que os sacos biodegradáveis que comprámos afinal não são bem biodegradáveis, que não é possível fabricar sacos 100% biodegradáveis para embalar alimentos porque se começariam a derreter mal lhes tocasse um pingo de água ou um raio de sol...
Logo, sacos biodegradáveis são mais ou menos biodegradáveis, ok feitos com uma percentagem de cana de açúcar ou milho mas sempre com plástico à mistura. Aquela história do saco que se pode comer ... que ainda não conseguimos perceber onde é produzido, nunca poderia levar dentro qualquer tipo de alimento, segundo as regras do haccp.
Ok, então e no que toca aos sacos que usamos para embalar as "folhas" (alfaces, acelgas, nabiças, etc...) o ideal seria deixar de os usar, estes produtos até vão normalmente aos molhos... apesar de perderem um pouco de frescura no Inverno até dá para não usar sacos.. mas no verão ... ?
depois há aquelas folhas que vão soltas, como os espinafres, a rúcula, as saladas ... que não dá mesmo para deixar de embalar ... e se for em papel vão chegar bem menos frescas as folhas, será que os clientes entendem e preferem ?
- Mas afinal não são só estes sacos ... há também as embalagens de frutos secos, dos desidratados...
nos primeiros fizemos uma tentativa (honesta) de usar caixas biodegradáveis (e estas sim são mesmo), o problema é que não fecham hermeticamente o que faz com que os frutos secos amoleçam ... voltamos aos sacos ? haverá outra solução ?
Depois temos uma quantidade de embalagens das quais nos orgulhamos muito 
As dos morangos e outros frutos vermelhos as embalagens de cartão reciclado que já usamos há muito tempo para além de lindas (e caras) são 100% biodegradáveis.
As garrafas das sopas, os frascos dos doces se nos quiserem reenviar nós podemos voltar a utilizar, as embalagens da marmelada, os sacos das bolachas e dos chás ... 100‰ biodegradáveis.
O nosso desafio, que prometemos não descansar enquanto não conseguirmos ganhar,  é fazermos na Quinta a reciclagem/compostagem de todas as embalagens que enviamos .... há-de chegar o dia em que vamos conseguir fechar o ciclo. E aí vamos ficar muito contentes.
E para isso precisamos da vossa ajuda, com ideias, dicas, novas formas de embalar. vai ter que ser um compromisso entre o ótimo e o bom, entre a Quinta e os clientes.
Preferimos os nossos legumes a chegar super frescos ou um planeta menos poluído? gostávamos mesmo muito de saber a vossa opinião.


1 comentário:

  1. Um planeta menos poluido! O facto das coves/folhas/verduras virem em saco de plastico tem me feito questionar se nao deveria deixar de encomendar estes produtos que tanto gosto! Comecei a encomendar os vossos produtos em grande parte para tentar reduzir o nosso consumo familiar de plastico e por isso nao me importo de pagar mais se isso significar que suporto opcoes mais amigas do ambiente! Sera que poderiamos passar a reutilizar os sacos das verduras? ou optar por um deste vejibags (https://myplasticfreelife.com/2017/02/how-to-buy-and-store-loose-leaf-lettuce-greens-without-plastic/) nao me importava de ter que comprar uns quantos que andassem de um lado para o outro como as vossas caixas!

    ResponderEliminar

© A vida de uma alface
Design:Maira Gall.